Arquidiocese

Uma Igreja Sinodal e Samaritana

Programa Pastoral 2020/2023

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
DACS | 3 Jun 2020
Kyrios Chms junta-se à luta contra a pandemia
Novas atualizações do software contribuem para uma Igreja mais segura. Inscrições nas eucaristias podem ser feitas através da aplicação.
PARTILHAR IMPRIMIR
 

A pandemia de COVID-19 despertou novas necessidades até para a Igreja. A pensar no salto para a digitalização das comunidades, o software Kyrios Chms tem novas atualizações para ajudar clero e fiéis a lidarem com os novos desafios suscitados pela pandemia.

“Pedimos aos utilizadores do software que contribuíssem com sugestões para ajudarmos as comunidades neste salto para o digital que se mostra indispensável neste momento. Tivemos muito feedback, de vários pontos do país. Houve quem sugerisse um canal privilegiado para divulgar donativos para famílias carenciadas, também nos pediram canais para, através da plataforma, os paroquianos conseguirem reunir com os párocos… Houve de tudo um pouco, mas todas as sugestões confluíam no mesmo: a necessidade de desburocratizar os processos digitais”, explica Nelson Rodrigues, diretor da Peakit, empresa parceira no projecto Kyrios.

A novidade mais pedida pelos utilizadores foi uma ferramenta que permitisse a inscrição de paroquianos nas eucaristias de forma simples e que, ao mesmo tempo, simplificasse a vida a quem tem de gerir essas mesmas inscrições.

“Nós percebemos que haja quem não goste do sistema de inscrições, mas a verdade é que mais vale a pena uma pessoa inscrever-se e garantir o seu lugar do que depois chegar à igreja e não poder participar na missa por falta de vaga. Aliás, nós conhecemos pessoas que, no fim-de-semana passado, nem sequer chegaram a tentar ir, precisamente por não terem a certeza de conseguirem um lugar. Havendo inscrições, as pessoas já sabem se podem ir”, afirma Nelson Rodrigues.

Perante esta necessidade e em tempo recorde, o Kyrios avançou mesmo com esta funcionalidade que permite, entre outras coisas, gerir prioridades entre paroquianos e notificá-los sobre as vagas existentes. 

 

Como funciona?

Qualquer paróquia que utilize o software Kyrios verá que já se encontra disponível no menu “eventos” um separador com o nome “inscrições”. É a partir desse campo que poderá gerir as inscrições feitas ou a fazer, no caso de paroquianos que não instalem a App e prefiram antes fazer a sua inscrição por telefone, a título de exemplo.

A nova funcionalidade permite também à equipa de acolhimento que está de serviço fazer a validação de presenças. As presenças ou ausências ficarão associadas ao perfil do paroquiano que fez a inscrição, dados que poderão ser importantes na hora de definir prioridades numa eucaristia posterior.

Quando já tiver encerrado as inscrições, a paróquia pode também notificar todos os inscritos de uma vez só, ao contrário do que acontece com outras plataformas que estão a ser utilizadas para a gestão de inscrições e que exigem que a paróquia notifique os fiéis um a um.

“O objetivo foi mesmo simplificar a vida a quem está a gerir as inscrições. Se já utilizam o Kyrios, é menos uma ferramenta que têm de dominar, menos uma coisa para aprender. Se ainda não utilizam, nada como experimentarem e perceberem como é intuitivo”, avança o diretor da Peakit.

Para o final desta semana está ainda prevista outra actualização. As equipas de acolhimento poderão validar as presenças na eucaristia através de um QR Code, não necessitando de mais nenhum equipamento para além do telemóvel. Para além disso, a Peakit informa ainda que se encontra a trabalhar numa versão mais simples, rápida e eficaz do Kyrios Chms, estando para breve a sua implementação.

Aconselhamos a visualização do vídeo acima para perceber como pode implementar o sistema de gestão de inscrições na sua paróquia.

 

O testemunho de quem já experimentou

O Pe. Miguel Ângelo Oliveira, pároco de Tenões, Nogueiró e S. Pedro d'Este, começou a testar a nova função assim que esta surgiu. Apesar de ainda ter sido pouco utilizada, o sacerdote espera que a frequência do seu uso aumente.

"Esta semana vieram poucas pessoas à missa. Algumas estão doentes, outras pertencem a grupos de risco e ainda não se sentem seguras, outras preferiram aguardar e tentar perceber como se iam desenrolar as coisas. Penso que aos poucos virão cada vez mais pessoas à eucaristia e não quero ser surpreendido por uma grande afluência que me obrigue a negar a entrada a alguém", afirma.

O sacerdote explica que, apesar de perceber a apreensão por parte de algumas pessoas em relação às inscrições na eucaristia, que idealmente não seriam necessárias, neste momento este parece-lhe o melhor sistema de organização.

"Temos de perceber que o objectivo das inscrições é mesmo o de organizar e nunca vetar. Se, por exemplo, eu vir que tenho demasiadas inscrições, posso sempre mudar o local onde decorrerá a eucaristia de forma a poder acomodar toda a gente. Se vir que tenho poucas pessoas, também me escuso de celebrar num local demasiado grande, que é um desânimo para quem celebra e para os fiéis também. No fim-de-semana estava a equacionar celebrar ao ar livre e depois percebei que não havia essa necessidade", adianta.

Um dos aspectos que o Pe. Miguel Ângelo sublinha em relação a esta nova funcionalidade é a sua intemporalidade e adaptação a outros contextos: se é expectável que as inscrições nas eucaristias sejam provisórias, a verdade é que esta ferramenta também pode ser utilizada em outros eventos futuros que careçam de inscrição, como os passeios paroquiais, por exemplo.

Temos de perceber que o objectivo das inscrições é mesmo o de organizar e nunca vetar. Se, por exemplo, eu vir que tenho demasiadas inscrições, posso sempre mudar o local onde decorrerá a eucaristia de forma a poder acomodar toda a gente.

 

Nas suas paróquias, o sacerdote tem utilizado uma equipa de acolhimento para orientar as pessoas que desejam participar na eucaristia. Alguns elementos permanecem fora da igreja, outros à porta com variados elementos de higienização e há ainda uma dupla no interior da igreja que leva as pessoas até aos seus lugares.

"Agora imaginemos que eu utilizava outra ferramenta que gera uma listagem em PDF. Se eu quisesse fazer alguma alteração de última hora, teria que imprimir a listagem e dá-la à equipa de acolhimento, ou, no melhor dos casos, enviá-la por e-mail. Aqui não há essa necessidade, as alterações são em tempo real e facilmente conseguimos partilhar as informações entre todos, o que nos poupa tempo e até nos faz ser mais ecológicos, já que economizamos em papel", brinca.

O sacerdote explicou ainda que, nas eucaristias que já celebrou com este regime, apareceram paroquianos que não se haviam inscrito. Numa questão de "vinte segundos" foi possível fazer a inscrição das pessoas para que, no final da eucaristia, pudesse haver uma estimativa do número de pessoas que participou e assim antecipar a gestão das próximas.

"Sei que às vezes também achamos o digital um pouco impessoal e oferecemos um pouco de resistência, mas também podemos olhar para as coisas de outra forma. Com este software consigo perceber se falta algum dado na ficha de um paroquiano, como um contacto, por exemplo. Ao adicioná-lo, estou a criar um canal privilegiado e mais pessoal que me permitirá, de futuro, falar mais facilmente com essa pessoa", sublinha.

 

E os paroquianos?

Se não tem a App Kyrios Chms instalada no seu telemóvel, pode descarregá-la de forma simples e gratuita. Basta ir à sua loja de aplicações e fazer o download. Na AppStore (iOS) pode fazê-lo aqui e na Play Store (Androids) aqui.

Mal a aplicação esteja instalada, poderá escolher a sua paróquia (ou a paróquia com eucaristias em que deseje participar) no separador “A seguir”. Depois de selecionada a paróquia, toque em “voltar”. Se observar agora o menu, verá que a paróquia que escolheu já lá se encontra disponível. A título de exemplo, escolhemos a paróquia de Santa Eulália de Tenões. [Figura 1]

Toque agora em “Missas e Eventos”. Aparecem-lhe duas opções de eucaristias, a semanal e a dominical. [Figura 2] Vamos, novamente a título de exemplo, escolher a semanal. Já aparecem os detalhes da eucaristia selecionada, bem como a opção de “Inscrever”, no fundo do ecrã. [Figura 3]

Repare agora no ecrã que surgiu. Apenas terá que preencher o seu nome, e-mail, nº de telefone (caso a paróquia necessite de contactá-lo) e o nº de pessoas que deseja inscrever. No final, só tem de dar o seu consentimento para o tratamento de dados ao abrigo do novo RGPD e clicar em enviar. [Figura 4]

A paróquia receberá automaticamente a sua inscrição e ser-lhe-á comunicado posteriormente se pode participar ou não na eucaristia que escolheu. No caso de já não conseguir as vagas que pretendia, ser-lhe-á dada prioridade na inscrição de uma próxima eucaristia.

Confirme se a sua paróquia já está a utilizar o software Kyrios para as inscrições na eucaristia e descarregue a App!

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Kyrios Chms  •  Software  •  Paróquias  •  Evangelização  •  Digital  •  Eucaristias  •  Pandemia  •  COVID-19
Departamento para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190