Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
DACS | 8 Out 2021
Há dois portugueses na Comissão de Comunicação do Sínodo 2023
Descubra as várias Comissões que operam no Sínodo dos Bispos e como será o fim-de-semana da abertura oficial da iniciativa, a 9 e 10 de Outubro.
PARTILHAR IMPRIMIR
 

A abertura solene do Sínodo acontece em Roma, no fim-de-semana de 9 e 10 de Outubro. 

O programa de sábado prevê trabalho em sessão plenária e trabalho em grupos linguísticos. Estarão presentes representantes do Povo de Deus, incluindo delegados dos Encontros Internacionais das Conferências Episcopais e Organismos semelhantes, membros da Cúria Romana, delegados fraternos, delegados da vida consagrada e movimentos eclesiais leigos, entre outros. O Papa Francisco participará na primeira parte dos trabalhos.

 

Programa

08h00: Acolhimento
09h00: Entronização da Palavra de Deus
09h20: Discurso do Papa Francisco
09h45: Saudação do Cardeal Jean-Claude Hollerich, Relator Geral do Sínodo
10h00: Seis testemunhos de diferentes continentes, nos quais os participantes descreverão sucintamente como vivem a sua condição baptismal e o seu ministério eclesial, assim como as suas expectativas em relação ao caminho sinodal.
10h45: Mensagem do Cardeal Mario Grech, Secretário Geral do Sínodo
10h55: Introdução dos pequenos grupos e oração final
11h00: Intervalo
11h30: Workshop em pequenos grupos. Os participantes são divididos em 15 grupos idiomáticos, em que o objectivo é viverem um processo de escuta e discernimento comunitário.
13h30: Final dos trabalhos

A eucaristia no Domingo, 10 de Outubro, às 10h00, presidida pelo Santo Padre, irá inaugurar o Sínodo para a Igreja universal e para a Diocese de Roma, com a participação dos fiéis. Está prevista a participação de cerca de três mil pessoas.

 

 

As Comissões do Sínodo 

As diferentes Comissões que intervêm no Sínodo têm como missão ajudar e orientar os trabalhos sinodais.

© Sínodo 2023

 

Comissão Teológica

Além de auxiliar o Secretariado do Sínodo nos seus trabalhos, revendo textos e documentos oficiais e apresentando propostas para o desenvolvimento e aprofundamento do tema da sinodalidade, a Comissão Teológica está disponível para acompanhar e apoiar o trabalho das conferências episcopais e associações eclesiais como no que diz respeito à sinodalidade.

A Comissão Teológica, “que nasceu no espírito de serviço e de comunhão que marcou a eclesiologia do Concílio Vaticano II”, de acordo com documentos sinodais oficiais, é composta por especialistas de vários continentes, que representam diferentes especialidades e culturas. Propõe-se a participar, ajudar e colaborar no caminho do Povo de Deus, trabalhando em plenárias e para grupos temáticos, tanto continentais como regionais.

 

Comissão de Metodologia

A comissão de metodologia é composta por especialistas oriundos de diversos continentes e com diversas formações e ajuda a desenvolver boas práticas e modelos para a realização de processos sinodais nos níveis local, nacional, continental e internacional. 

Tem a tarefa de propor ao Secretariado Geral uma metodologia para o processo de consulta nas igrejas locais, a recolha e análise dos resumos nacionais e continentais e para a preparação dos dois Instrumentum Laboris e do documento final. Identifica ainda facilitadores ou redes de facilitadores para ajudarem e acompanharem o processo sinodal nos níveis nacional e continental.

 

Comissão de Espiritualidade

“Considerando que o Sínodo é antes de tudo um caminho espiritual durante o qual a Igreja se compromete a ouvir o Espírito Santo, esta Comissão, composta por membros representantes de diferentes famílias espirituais, explorará as várias e ricas tradições espirituais para identificar alguns princípios e práticas que contribuirão para o processo sinodal”, pode ler-se nos documentos oficiais.

A Comissão deve elaborar ao Secretariado Geral uma visão para uma espiritualidade da sinodalidade, propondo também instrumentos de oração pessoal e recursos litúrgicos para as diferentes fases do Sínodo. Cabe-lhe também a organização de uma rede de “sinodalidade e discernimento” com delegados de diferentes famílias espirituais, incluindo novas comunidades e movimentos leigos, recolhendo informações sobre a formação para o discernimento comunitário e trabalhando num programa de formação para a espiritualidade sinodal e o discernimento eclesial.

A Comissão também está a criar uma rede de facilitadores/conselheiros espirituais para os diferentes níveis do processo sinodal como apoio às conferências episcopais. 

 

Comissão de Comunicação

Dois portugueses integram esta Comissão: o Pe. Paulo Terroso, Director do Departamento de Comunicação da Arquidiocese de Braga e Administrador do Jornal Diário do Minho, e Leopoldina Reis Simões, Gestora de Projectos.

“É um presente do Espírito Santo que recebo com muita alegria, responsabilidade e espírito de serviço. Creio que a minha nomeação para integrar esta equipa internacional, constituída por pessoas que trabalham na comunicação na e da Igreja, é também um reconhecimento do trabalho que o Departamento de Comunicação da Arquidiocese de Braga e o Diário do Minho têm vindo a fazer”, adiantou o Pe. Paulo Terroso ao DACS.

Esta comissão irá desenvolver um plano de comunicação para o Secretariado Geral com o objectivo de “promover a difusão e inculturação da mensagem sinodal nas várias culturas e subculturas de todo o mundo e através dos diversos meios de comunicação”. Irá também dar apoio ao trabalho comunicativo dos diversos órgãos eclesiais com o desenvolvimento de um Media Kit. Será igualmente responsável por monitorizar a atenção dos média no Sínodo e organizar actividades mediáticas por ocasião de eventos sinodais internacionais, bem como sessões de formação dos média.

Juntamente com os média do Vaticano, a Comissão divulga as várias experiências sinodais e boas práticas.

A Comissão trabalha também em projectos em colaboração com outras realidades eclesiais, como os “Jovens facilitadores das redes sociais” para a difusão da experiência sinodal nas redes sociais, ou o portal “Rezar pelo Sínodo”, em colaboração com a Rede Mundial de Oração do Papa, para promover a dimensão espiritual do caminho sinodal.

Este organismo trabalha em estreita colaboração com o Dicastério para a Comunicação da Santa Sé.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Departamento Arquidiocesano para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190