Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
DACS com DM | 19 Set 2022
"Multidão" de fiéis na peregrinação à Senhora do Alívio
O Arcebispo de Braga incentivou os fiéis a olharem para os outros e a fazer uma melhor administração dos bens, não caindo na tentação de se deixarem dominar pelo dinheiro.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © Avelino Lima

O Santuário de Nossa Senhora do Alívio, em Soutelo, voltou a acolher a peregrinação arciprestal de Vila Verde. O Ponto alto, como habitual, foi a procissão desde a Igreja de S. Miguel de Soutelo até ao Santuário onde, à chegada, foi Celebrada Missa Campal.

O Arcebispo de Braga, no início da sua reflexão, expressou uma “enorme alegria” por celebrar com tantos peregrinos e por ter feito esta “caminhada de fé” desde a igreja de S. Miguel de Soutelo.

D. José Cordeiro, durante a homilia, apelou aos pastores da igreja, a quem tem responsabilidade económicas, políticas e sociais no arciprestado de Vila Verde e na Arquidiocese de Braga, para “que sejam mais e melhor administradores” em prol do bem-comum. 

“Que o uso dos bens e a administração que a maior parte de nós tem seja para o melhor bem-comum, seja para a solidariedade, para a fraternidade, para a justiça e para a paz”, reiterou. 

Tomando como exemplo o Evangelho de S. Lucas proclamado durante a Celebração, o Prelado alertou para os riscos de uma vida em função dos bens materiais e convidou a “fazer um esforço para olhar para os outros, para o bem-comum, numa sã harmonia”. 

“Não se pode servir a Deus e ao dinheiro, não se pode servir a Deus e à injustiça. Quem põe o seu coração no dinheiro depressa fica autoritário, pensando que é superior a todos os outros, achando que o dinheiro é que lhe dá a felicidade, fazendo do dinheiro um Deus, e em vez do dinheiro lhe servir passa ele a servidor do dinheiro, a ser vítima do próprio dinheiro”, aconselhou.

D. José Cordeiro destacou ainda a presença de muitos movimentos e grupos paroquiais, confrarias, Escuteiros e Guias de Portugal na peregrinação, tornando-a num “movimento de Igreja viva”.

No final da Celebração, o Pe. Carlos Lopes, arcipreste de Vila Verde, agradeceu a todos pela participação e colaboração na organização da peregrinação. O Sacerdote destacou também a  presença, pela primeira vez, do Arcebispo D. José Cordeiro. A eucaristia foi solenizada pelos coros das paróquias de Soutelo e da Lage.

PARTILHAR IMPRIMIR
Departamento Arquidiocesano para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190