Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
DACS com Agência Ecclesia | 16 Mar 2022
Francisco reza por crianças vítimas da guerra na Ucrânia
O Papa evocou as crianças e adolescentes que “vivem debaixo de bombardeamentos, que vêem esta guerra terrível”.
PARTILHAR IMPRIMIR
 

O Papa Francisco recordou esta quarta-feira no Vaticano as crianças que são vítimas da guerra na Ucrânia.

O líder da Igreja Católica pediu a Jesus: “Olha para estas crianças, protege-as, são as vítimas da nossa soberba de adultos”.

Francisco evocou as crianças e adolescentes que “vivem debaixo de bombardeamentos, que vêem esta guerra terrível”, e pediu aos jovens presentes no Vaticano que se unissem, em pensamento, aos menores que “estão em guerra e a sofrer”, que “têm fugir das bombas, com o frio”, no leste da Europa.

“Eles são como nós, como vocês: seis, sete, dez, 14 anos. Vocês têm um futuro pela frente, asegurança de crescer numa sociedade em paz. Em vez disso, esses meninos, até mesmo os pequeninos, têm de fugir das bombas. Estão a sofrer, tantos”, disse.

Na audiência pública desta semana, que decorreu no Auditório Paulo VI, Francisco recitou com os peregrinos de vários países uma oração escrita pelo arcebispo de Nápoles, D. Domenico (Mimmo) Battaglia: “Perdoa-nos pela guerra, Senhor”.

 

Oração do Papa Francisco

Senhor Jesus, peço-te pelos meninos e meninas, rapazes e raparigas que estão a viver debaixo de bombardeamentos, que veem esta guerra terrível, que não têm o que comer, que têm de fugir, deixando a sua casa, tudo…

Senhor Jesus, olha para estas crianças, protege-as, são as vítimas da nossa soberba de adultos. Senhor Jesus, abençoa essas crianças e protege-as. Juntos, rezemos a Nossa Senhora para que as proteja.

 

Oração escrita pelo arcebispo de Nápoles

Perdoa-nos pela guerra, Senhor!

Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, tem misericórdia de nós, pecadores!

Senhor Jesus, nascido sob as bombas de Kiev, tem piedade de nós!

Senhor Jesus, morto nos braços de uma mãe num bunker de Kharkiv, tem piedade de nós!

Senhor Jesus, enviado para a frente de batalha aos 20 anos, tem piedade de nós!

Senhor Jesus, que ainda vês mãos armadas na sombra da tua cruz, tem piedade de nós!

 

Perdoa-nos, Senhor,

Porque não contentes com os cravos com que trespassamos a tua mão, continuamos a beber o sangue dos mortos dilacerados pelas armas.

Perdoa-nos, se estas mãos que criaste para custodiar se transformaram em instrumentos de morte.

Perdoa-nos, Senhor, se continuamos a matar o nosso irmão; se continuamos, como Caim, a tirar pedras do nosso campo para matar Abel. Perdoa-nos, se continuamos a justificar com o cansaço a nossa crueldade, se com a nossa dor legitimamos a brutalidade dos nossos gestos.

Perdoa-nos pela guerra, Senhor! Perdoa-nos pela guerra, Senhor!

 

Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, imploramos-te: detém a mão de Caim!

Ilumina a nossa consciência,

Que não seja feita a nossa vontade

Nem nos abandones ao nosso agir!

Detém-nos, Senhor, detém-nos!

E quando tiveres detido a mão de Caim, cuida dele também. É nosso irmão.

Oh, Senhor, põe um travão na violência!

Detém-nos, Senhor!

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Papa Francisco  •  Ucrânia  •  guerra  •  crianças
Departamento Arquidiocesano para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190