Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
DACS com Agência Ecclesia | 3 Fev 2022
Papa e imã de Al-Azhar assinalam Dia Internacional da Fraternidade Humana
Ocasião é celebrada na sexta-feira, dia 4 de Fevereiro. António Guterres deu documento sobre fraternidade que ambos os responsáveis religiosos assinaram como exemplo do diálogo e compreensão necessários.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © Lusa

O Papa Francisco e o grande imã de Al-Azhar, Ahmad Al-Tayyeb, vão assinalar esta sexta-feira o Dia Internacional da Fraternidade Humana com uma mensagem em vídeo para a Mesa Redonda para a Fraternidade Humana e a Aliança Mundial para a Tolerância, que vai ter lugar na Expo Dubai.

A Santa Sé vai ser representada pelo cardeal Ayuso Guixot, presidente do Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-Religioso, na iniciativa organizada conjuntamente pelo Ministério da Tolerância e Coexistência dos Emirados Árabes Unidos e pelo Alto Comité para a Fraternidade Humana, com o apoio do Vaticano e da Universidade de Al-Azhar.

O Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-Religioso convida ainda os fiéis a participar na comemoração do Dia Internacional da Fraternidade Humana como resposta à exortação do Papa Francisco e do grande imã Al-Tayyeb para trabalharmos juntos na superação dos desafios que a humanidade enfrenta”.

O Vaticano espera também que a celebração ajude a “promover, apoiar e encorajar comunidades e pessoas de todo o mundo a ser, juntos, verdadeiros mensageiros de unidade, solidariedade e fraternidade”.

A relação entre o Papa Francisco e o grande imã Ahmad Al-Tayyeb – assim como o documento sobre a fraternidade humana para a paz mundial e a convivência comum que ambos assinaram em 2019 – é destacada pelo secretário-geral das Nações Unidas na mensagem para a data, em que alerta para o aumento dos discursos de ódio e da intolerância.

António Guterres escreve que em todo o mundo é visível um aumento nos discursos de ódio, intolerância, discriminação e até ataques físicos contra pessoas, simplesmente por causa de sua religião ou crença, etnia, gênero ou orientação sexual” e afirma que esses actos hediondos são violações dos direitos humanos e afrontam os valores das Nações Unidas”.

O responsável português critica, em particular, aqueles que “exploram as diferenças, traficam o ódio e instilam o medo do outro”, e convida todos a reflectir sobre a importância da compreensão cultural e religiosa e do respeito mútuo”.

PARTILHAR IMPRIMIR
Departamento Arquidiocesano para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190