Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
DACS com Vida Nueva Digital | 20 Jul 2022
México: fiéis irão levar para os templos fotografias de pessoas que morreram nas mãos de criminosos
No âmbito do “Dia de Oração pela Paz”, o Episcopado Mexicano convocou mais uma actividade para lembrar as vítimas da violência.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © CEM

As actividades sugeridas pela Conferência do Episcopado Mexicano (CEM) para pedir a Deus paz no país, tiveram uma grande resposta na comunidade católica, e por isso os bispos lançaram uma nova iniciativa: levar aos templos imagens de pessoas que morreram de violência criminal.

Esta actividade insere-se no “Dia de Oração pela Paz”, convocado pela CEM, que começou a 10 de Julho e termina a 31 com missas em todas as igrejas para pedir a conversão dos criminosos.

A CEM pediu orações pelas vítimas de violência ao longo do mês, mas agora sugeriu esta actividade específica.

“Para domingo, 24 de Julho, convidamos a levar aos templos fotografias de amigos ou parentes que perderam a vida em consequência da violência ou estão desaparecidos", diz um comunicado assinado pela CEM, pela Companhia de Jesus e pela Conferência dos Superiores Maiores dos Religiosos do México.

Os bispos também pediram aos sacerdotes do país que façam uma oração especial por eles, “pedindo verdade e justiça e consolo para as suas famílias, tudo isso como um gesto de acolhimento e memória do sofrimento de Cristo no país”.

 

Uma grande resposta

O episcopado mexicano expressou a sua alegria e gratidão pela resposta que as comunidades paroquiais, movimentos leigos e institutos de vida consagrada deram ao chamado “Dia de Oração pela Paz”, bem como a solidariedade de outras tradições religiosas e grupos sociais que se uniram esta iniciativa.

Para os bispos, é “um tempo de graça para reconstruir a convivência social tão prejudicada pela violência”.

“Mais uma vez, Jesus ressuscitado aparece-nos, quando estávamos confusos e fechados, para nos enviar a trabalhar pela paz”, sublinham.

Os bispos consideraram que este é um momento chave para recuperar a dimensão sagrada da vida, fortalecer o diálogo entre os diferentes actores sociais para alcançar a unidade em comunidades fragmentadas e divididas e caminhar em direcção à justiça, reconciliação e paz.

 

Pela conversão dos criminosos

O episcopado, os jesuítas e os religiosos do México mais uma vez lançaram o convite para rezar no próximo domingo, 31 de Julho, festa de Santo Inácio de Loyola, pela conversão dos criminosos, e para que no México seja possível realizar “a melhor política”, focada no encontro, no diálogo, no consenso e na restauração da comunidade, como pediu o Papa Francisco.

Sublinharam que a Igreja irá continuar a reflectir sobre o que precisa de ser feito neste momento crítico do país, sem perder de vista e reconhecer as suas próprias omissões e erros.

“Hoje sentimo-nos desafiados por esta realidade e queremos agir de forma articulada juntamente com todos aqueles que clamam por justiça, reconciliação e paz”.

Artigo de Miroslava López, publicado em Vida Nueva Digital a 19 de Julho de 2022.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui