Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
DACS com La Croix International | 18 Jul 2022
Vaticano pede a sacerdotes que convoquem activamente os jovens para o Sínodo
O Dicastério para a Comunicação quer que padres populares distribuam um questionário digital para pessoas de 25 a 40 anos que evitam em grande parte as consultas sinodais locais sobre o futuro da Igreja.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © REBECCA BLACKWELL/AP

O Vaticano está preocupado por jovens em muitas partes do mundo não terem participado nas consultas sinodais locais que foram realizadas recentemente sobre o futuro da Igreja. Então, decidiu mergulhar no mundo digital para envolvê-los.

“A Igreja quer ouvir: o que afecta os jovens? Qual é a sua relação com a Igreja?”, pergunta o padre Gaspard Craplet num pequeno vídeo que publicou a 13 de Julho em várias redes sociais.

Em frente ao cume coberto de neve do Monte Branco, o padre francês apresenta à sua comunidade virtual de jovens católicos um questionário digital que lhe foi enviado pelo Dicastério para a Comunicação do Vaticano.

O objectivo é fazer com que os jovens participem na consulta sobre o futuro da Igreja, que o Papa Francisco lançou em Outubro de 2021.

O objectivo era que as dioceses de todo o mundo ajudassem a preparar a próxima reunião do Sínodo em Roma, prevista para Outubro de 2023.

A fase local deste “Sínodo sobre a sinodalidade” terminou em Junho em França. Os bispos do país publicaram então um texto que resume o feedback das várias dioceses. Cerca de 150.000 pessoas responderam.

Uma das coisas que pediram foi um maior papel na Igreja para os leigos, especialmente para as mulheres.

Mas poucos jovens de 25 a 40 anos participaram na consulta, o que levou alguns deles a protestarem, dizendo que a síntese que os bispos franceses enviaram para Roma não representava a sua geração.

 

Influenciadores e ovelhas

“Após o sínodo, do qual os jovens estavam em grande parte ausentes, o dicastério reuniu-se com um grupo de influenciadores espanhóis”, disse o padre Craplet ao La Croix.

“Disseram que o mundo digital deveria ser consultado e questionaram o Papa, que respondeu que deveríamos ir em frente”, disse.

Craplet disse que ele e outros “padres influenciadores” franceses foram contactados pelo dicastério em Junho e solicitados a transmitir a informação.

O sacerdote disse estar confiante de que serão capazes de envolver os jovens através das redessociais.

“Ao contrário de uma paróquia, os influenciadores alcançam pessoas que os seguem livremente, como ovelhas que escolhem o seu pastor”, afirmou.

As respostas ao questionário devem ser agregadas anonimamente e enviadas ao Secretariado do Sínodo em Roma. Serão levadas em consideração da mesma forma que os dados dos questionários em papel, disse o padre Craplet.

Envolvido com muitos jovens através de seu trabalho com a Sociedade de São João-Maria Vianney (SJMV) para os jovens, o padre Craplet admitiu que não tinha tentado envolvê-los no sínodo até agora.

“Não sabia como havia de o fazer”, explicou. “Agora tenho uma maneira inteligente de envolver mais pessoas no sínodo. É assim que deveria ter sido feito desde o início”.

Artigo de Yasmine Guénard-Monin, publicado no La Croix International a 15 de Julho de 2022.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Sínodo  •  Sinodalidade  •  Papa Francisco  •  França  •  Jovens  •  Redes Sociais  •  Influenciadores
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui