Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
DACS com Vatican News | 13 Jul 2022
Papa nomeia três mulheres para o Dicastério para os Bispos
Entre os novos membros do Dicastério estão assim as Irmãs Raffaella Petrini F.S.E., secretária geral do Governorato do Estado da Cidade do Vaticano, Yvonne Reungoat, F.M.A., ex superiora geral das Filhas de Maria Auxiliadora, e Maria Lia Zervino, presidente da União Mundial das Organizações de Mulheres Católicas.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © DR

Hoje, dia 13 de Julho, o Papa Francisco nomeou três mulheres para o Dicastério para os Bispos. O Pontífice já havia antecipado esta possibilidade numa entrevista à Agência Reuters, referindo-se na altura a apenas duas mulheres.

Entre os novos membros do Dicastério estão assim as Irmãs Raffaella Petrini F.S.E., secretária geral do Governorato do Estado da Cidade do Vaticano, Yvonne Reungoat, F.M.A., ex superiora geral das Filhas de Maria Auxiliadora, e Maria Lia Zervino, presidente da União Mundial das Organizações de Mulheres Católicas.

Conforme relembrado pelo Vatican News, “na entrevista à Reuters, em que havia antecipado que nomearia duas mulheres para o Dicastério para os Bispos, o Papa também anunciou que vislumbrava no futuro a possibilidade da nomeação de leigos à frente de Dicastérios como Leigos, Família e Vida, para a Cultura e para a Educação, «ou a Biblioteca, que é quase um dicastério»”.

Na altura, o Santo Padre recordou ainda que, em 2021, pela primeira vez, tinha sido nomeada uma mulher para o cargo número dois do Governatorato da Cidade do Vaticano, precisamente a Irmã Raffaella Petrini.

Entretanto, a Irmã Nathalie Becquart, religiosa francesa das Irmãs Missionárias Xavierianas, foi nomeada subsecretária do Sínodo dos Bispos, e irmã Alessandra Smerilli, das Filhas de Maria Auxiliadora, número dois do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral. Já no Dicastério para os religiosos é subsecretária a irmã Carmen Ros Norten.

Entre as mulheres leigas que já ocupam cargos de alto nível no Vaticano encontram-se Barbara Jatta, a primeira directora dos Museus Vaticanos, Linda Ghisoni e Gabriella Gambino, ambas subsecretárias no Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida; a professora Emilce Cuda, secretária da Pontifícia Comissão para a América Latina, Nataša Govekar, directora da Direcção teológica-pastoral do Dicastério para a Comunicação, e Cristiane Murray, vice-directora da Sala de Imprensa da Santa Sé.

Já em 2020, uma mulher tinha sido nomeada pela primeira vez subsecretária da Seção da Secretaria de Estado para as Relações com os Estados e as organizações internacionais, Francesca di Giovanni, responsável pelo setor multilateral.

De notar que todas estas nomeações foram realizadas durante o Pontificado de Jorge Mario Bergoglio.

Além das três mulheres, Francisco nomeou ainda outros novos membros, onde se incluem nomes como os do Cardeal José Tolentino de Mendonça, arquivista e bibliotecário da Santa Igreja Romana, o Cardeal Mario Grech, secretário geral do Sínodo dos Bispos, e José F. Advincula, Arcebispo de Manila, nas Filipinas.

Artigo original publicado no Vatican News.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui