Arquidiocese

ANO PASTORAL
"Onde há amor, aí habita Deus"

[+info e Calendário]

 

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
DACS com La Croix International | 1 Jun 2022
Alta funcionária do Vaticano diz que a Igreja deve acolher “todas as famílias”
Antes do Encontro Mundial das Famílias no final deste mês em Roma, uma das principais autoridades leigas do Vaticano pede aos católicos que mostrem “misericórdia” ao acolher as famílias.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © CNS

Uma das principais autoridades leigas do Vaticano diz que a Igreja Católica deve acompanhar todos os tipos de famílias.

Gabriella Gambino, subsecretária do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, fez esse apelo na terça-feira, durante uma conferência de imprensa para apresentar o programa do próximo Encontro Mundial das Famílias, que será realizada de 22 a 26 de Junho em Roma.

“Todas as famílias se devem sentir acolhidas pela Igreja”, disse a filósofa de 53 anos.

“Não há receita que funcione para todos”, disse Gambino, que foi nomeada para o seu cargo pelo Papa Francisco em Novembro de 2017. Sublinhou que a Igreja deve acompanhar todos.

“O encontro é dedicado às famílias da Amoris laetitia", disse a oficial do Vaticano, citando o título da exortação apostólica que Francisco emitiu em Março de 2016, após as duas assembleias do Sínodo dos Bispos sobre a família.

“Trata-se de ter uma abordagem pastoral com todos, com uma atitude de misericórdia. A misericórdia não é uma regra a ser aplicada, mas uma atitude de acolhimento às famílias”, insistiu.

 

Testemunhos de casais

Cerca de 2.000 delegados estarão presentes no Encontro Mundial das Famílias.

O programa do encontro de quatro dias, que tem uma influência predominantemente italiana, inclui várias conferências e um “festival das famílias” com o Papa.

As conferências basear-se-ão nos testemunhos dos casais e centrar-se-ão em temas como “Casais e sacerdotes unidos para construir a Igreja”, “Acompanhar os casais nos primeiros anos de casamento” e “O amor da família posto à prova”.

Os moderadores das conferências serão exclusivamente italianos, assim como os artistas que se apresentarão no festival das famílias no primeiro dia.

Espera-se que o Papa Francisco presida a uma missa no sábado à tarde na Praça de São Pedro no penúltimo dia.

 

“Ouvirem-se uns aos outros”

Gambino salientou que haverá também inúmeras oportunidades para as famílias que estão presentes no encontro se envolverem em debates.

“A ideia não é organizar encontros teológicos, como noutros anos, mas promover a escuta mútua entre os participantes”, disse, explicando que isso se baseia nos princípios da sinodalidade que o Papa está a promover.

O Encontro Mundial das Famílias geralmente é realizado a cada quatro anos.

Esta décima edição estava originalmente prevista para 2021, mas teve de ser adiada devido à pandemia de COVID-19.

O encontro encerrará o “Ano da Família-Amoris Laetitia”, que foi lançado em Março de 2021.

Artigo de Loup Besmond de Senneville, publicado no La Croix International a 1 de Junho de 2022.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Papa Francisco  •  Amoris Laetitia  •  Famílias  •  Papa Francisco  •  Roma
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui