Arquidiocese

ANO PASTORAL
"Onde há amor, aí habita Deus"

[+info e Calendário]

 

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
DACS com Currents News | 15 Mar 2022
Menino com Síndrome de Marfan cria Torneio de Hóquei na sua cidade
Owen começou a sua própria liga e hoje em dia é parte de uma equipa... e é o "melhor guarda-redes de sempre".
PARTILHAR IMPRIMIR
  © CN

Um rapaz de 12 anos com uma condição médica rara ficou frustrado por não poder jogar hóquei organizado. Assim, decidiu começar a sua própria liga de bairro.

Crescer num estado onde pouco mais do que uma poça é um convite para patinar... e o destino às vezes pode ser cruel. Owen Lipinski é um fanático por hóquei.

“Deixa-me um bocado triste, sabe?”, disse Owen.

Os seus pais sentem a sua dor.

“Ele está triste”, disse Becky Lipinski, mãe de Owen.

“A síndrome de Marfan é um distúrbio do tecido conjuntivo”,afirmou Becky.

Diagnosticado aos dois anos de idade com Marfan, Owen foi avisado de que, à medida que crescesse, um embate forte poderia deixá-lo cego ou, na pior das hipóteses, ameaçar a sua vida.

“O meu corpo não é tão forte quanto o da maioria das outras pessoas”, disse Owen.

Jogar no Minnesota Special Hockey foi divertido, mas Owen queria mais.

“Não entendo porque não posso”, disse ele. “Só quero fazer parte de uma equipa normal”.

Um dia, Owen foi até à porta de um jogador de hóquei e perguntou se podia jogar. Patinadores e fãs começaram a ficar animados.

O que iria na cabeça do jovem?

“Um torneio de hóquei”, disse Owen.

Seis equipas foram recrutadas no seu bairro. Um irmão mais novo foi apontado como árbitro e Owen, com os seus sonhos de guarda-redes, está na rede em todos os jogos.

“Ele é o melhor guarda-redes de sempre, como ele mesmo se apelida”, disse a mãe

Owen surgiu com as equipas e desenhou os seus logotipos. Até vendeu rifas para pagar as suas camisolas. Agora, está cercado com segurança de amigos quando joga, e todos estão cientes da sua condição.

Os pais estão atentos, até porque também foram recrutados.

“É algo que ele pode fazer com os amigos e provavelmente sentir-se um pouco mais como parte de uma equipa”, disse Becky.

Enquanto os pais, a certa altura, não tinham a certeza de como o seu filho lidaria com o seu diagnóstico, agora continuam a assistir enquanto Owen faz deslizar as suas preocupações pelo gelo.

Artigo de Currents News, publicado a 14 de Março de 2022.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui