Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
DACs com Asia News | 4 Nov 2021
Bispo de Legazpi: Sínodo também escuta os reclusos
Para D. Baylon, o compromisso da Igreja ao serviço dos presos também representa “uma resposta ao convite do Papa Francisco neste Sínodo sobre a sinodalidade”.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © DR

O caminho sinodal para o qual o Papa Francisco convocou a Igreja nos próximos dois anos deve envolver também os reclusos.

Esta é a esperança expressa pelos bispos filipinos na mensagem divulgada por ocasião do Domingo dedicado à pastoral dos presos, que se celebra no país no dia 31 de Outubro.

O bispo de Legazpi, D. Joel Baylon – presidente da Comissão para a Pastoral dos Presos na Conferência Episcopal das Filipinas – escreve que o dia é uma oportunidade para reafirmar os valores que estão na base do compromisso dos capelães, religiosos e leigos que cumprem o seu serviço nas prisões: “a defesa da vida, o respeito pela dignidade da pessoa e pelos direitos humanos das pessoas privadas de liberdade, a ajuda na defesa em tribunal enquanto aguardam julgamento e a promoção da confiança de que, quando lhes for oferecida uma nova oportunidade, poderão voltar a sentir-se acolhidos na sociedade”.

Mais de 165 mil pessoas estão actualmente detidas em prisões filipinas, das quais 63,9% aguardam julgamento.

Ainda se trata de um dos sistemas penitenciários mais superlotados do mundo, apesar de algumas dezenas de milhares de presidiários terem sido libertados da prisão durante a crise de Covid-19.

Para D. Baylon, o compromisso da Igreja ao serviço dos presos também representa “uma resposta ao convite do Papa Francisco neste Sínodo sobre a sinodalidade”.

“Um caminho para nos reconhecermos na Igreja, especialmente aqueles que se encontram em situações especiais: os que estão relegados à margem da sociedade, os que são esquecidos ou são julgados pelos erros que cometeram para com os outros e a comunidade. E isso é especialmente válido para os que estão na prisão”, comenta.

“Asseguremo-nos que lhes é oferecida a experiência da solidariedade e da sinodalidade, reconhecendo como Igreja a sua dignidade como seres humanos, defendendo a sua vida, os seus sonhos, as suas esperanças. E que o Espírito Santo nos apoie nestes esforços e os torne frutíferos e significativos”, conclui.

Artigo publicado em Asia News, a 30 de Outubro de 2021.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Sínodo  •  Sinodalidade  •  Filipinas  •  Reclusos
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui