Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Revista de Imprensa Internacional
DACS com Crux | 26 Out 2021
Centenária na Índia compromete-se a apoiar o Sínodo através da oração
À medida que as dioceses de todo o mundo iniciam o processo sinodal que o Papa Francisco pediu antes da reunião do Sínodo dos Bispos de 2023, uma centenária comprometeu-se a fazer a sua parte.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © James Coleman / Unsplash

Louisa Abreo, que completou 100 anos a 19 de Outubro, prometeu recitar um rosário diário pelo Sínodo, dizendo que os seus últimos anos são um “tempo de fecundidade na oração”.

O Sínodo dos Bispos de Outubro de 2023, em Roma, terá como tema: “Por uma Igreja Sinodal: Comunhão, Participação e Missão”.

O Papa Francisco pediu que as dioceses de todo o mundo realizassem uma “fase de escuta” que durará até Abril de 2022. Esta será seguida por uma fase continental de Setembro de 2022 a Março de 2023, antes dos preparativos finais para o encontro no Outono de 2023.

Mesmo com idade avançada, Louisa espera fazer a sua parte.

“A minha tia-avó Louisa Abreo viveu a maior parte da sua vida em Londres, onde trabalhou por mais de 55 anos. Depois da sua aposentadoria em Londres, estabeleceu-se em Juhu Mumbai e foi muito activa na paróquia de Santa Cruz de Juhu”, disse o padre redentorista Iveil Mendanha, que celebrou uma missa de acção de graças pelo centésimo aniversário da sua tia-avó no seu asilo em Bangalore, administrado pelas Pequenas Irmãs para os Pobres.

“Ela foi muito activa e independente até ao seu 97º aniversário. Então, mudei-a para Bangalore, e ela está com as Pequenas Irmãs para os Pobres, pois já não podia viver sozinha. Sofreu uma paralisia parcial em Dezembro do ano passado e está acamada desde então, mas as Pequenas Irmãs cuidam muito bem dela, parecem anjos. A tia-avó Louisa é extremamente devota e tem uma fé poderosa”, disse o padre ao Crux.

O Pe. Mendanha afirmou que, depois da missa, a sua tia-avó lhe disse: “Sim, vou rezar diariamente um rosário pelo nosso Santo Padre, o Papa Francisco, pelo Sínodo e pelo Cardeal Gracias”, referindo-se ao Cardeal Oswald Gracias, Arcebispo de Bombaim.

D. Gracias, que também é presidente da Conferência dos Bispos Católicos da Índia e membro do painel consultivo do Conselho de Cardeais do Papa Francisco, iniciou a fase diocesana do processo sinodal a 17 de Outubro numa missa na Catedral do Santo Nome de Mumbai.

O cardeal disse que o processo sinodal se destina a “reformar a Igreja, discernindo o que é que a aflige”.

“Isto vamos descobrir ouvindo. Daí a necessidade de escutar também quem saiu da Igreja ou quem pensa em sair da Igreja. Eles terão uma história para contar, o que nos pode fazer reflectir”, afirmou.

“Cristo queria que a Igreja fosse inclusiva”, disse D. Gracias na missa. “Precisamos de caminhar juntos, não deixando ninguém para trás. Precisamos de nos ouvir uns aos outros, especialmente os que estão nas periferias, especialmente os que estão em dificuldades, especialmente os que estão enfermos, especialmente os que sofrem e especialmente os que deixaram a Igreja”.

O Pe. Mendanha lembrou ainda que a sua tia-avó foi sempre activa na Igreja e fez a angariação de fundos dos pastores para a sua paróquia em Juhu até aos 90 anos.

“Ela conhece bem a Igreja e a participação dos leigos na vida da Igreja. Disse que vai oferecer a sua dor e sofrimento pelo Santo Padre Papa Francisco e pelo sucesso do Sínodo”, explicou o sacerdote.

 

Artigo de Nirmala Carvalho, publicado no Crux a 25 de Outubro de 2021.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Índia  •   •  Rosário  •  Oração  •  Centenária  •  Sínodo  •  Papa Francisco
Revista de Imprensa Internacional
Contactos
Morada

Rua de S. Domingos, 94 B 4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui