Horário do Cartório

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.
 

Boletim Paroquial
Boletim 369 - II Domingo da Quaresma - Ano A - 08-03-2020
Crónica para o XIV Domingo Tempo Comum - Ano C - 3 de Julho de 2022

 

 

 

XIV Domingo Tempo Comum

Ano C

«Anunciar…»

 

Quem anuncia uma boa notícia é misericordioso e transborda alegria.
Não há cansaço que o bata. Não há desalento que o avassale. Não há escuridão que o faça temer.
Não há portas que se fecham. Não há pó que cubra os seus pés. Não há fome que o pare.
Não há lobo que o ataque. Nem há maior nome que O d’O Cristo, Nosso Bom Jesus.

Hoje, a liturgia do 14º domingo do Tempo Comum, do ano C,
envia-nos dois a dois, para trabalharmos na grande Messe do Dono da Casa.
As palavras de ordem do Evangelho são Belas: «Paz a esta casa.»
São de Esperança: «Está perto de vós o reino de Deus.»
São justas: «Até o pó da vossa cidade que se pegou aos nossos pés sacudimos para vós.»
A promessa que Deus faz através da boca de Isaías:
«Como a mãe que anima o seu filho, também Eu vos confortarei: em Jerusalém sereis consolados.»
ganha forma na Pessoa de Jesus, O Cristo, que nos dá ânimo e alegria para o caminho.
S. Paulo abre-nos a porta do Baptismo: «…o que tem valor é a nova criatura.»
O Salmo recorda-nos das maravilhas que Deus Pai faz pelo Seu Povo.
Cantemos com alegria: «A terra inteira aclame o Senhor.»

Na verdade… este propósito de vida não é para todos.
A Palavra de Deus traz um dissabor:
«Não leveis bolsa nem alforge nem sandálias, nem vos demoreis a saudar alguém pelo caminho.»
É tão difícil anunciar a alegria de viver sempre ao serviço, sem receber recompensa…
É tão complexo edificar a Paz, quando vivemos com o coração amargurado pelo mal que os olhos veem…
É tão “fora da caixa” ser misericordioso com aqueles que nos fazem sofrer…

Ver Jesus, em todos os rostos humanos, faz o nosso coração palpitar de alegria.
Afastar do nosso pensamento as atitudes que gostamos menos que os outros tenham…
Eliminar do nosso dia-a-dia o que nos afasta da obediência total à vontade do Pai…
Ter a coragem de anunciar o Evangelho com gestos de Misericórdia e Perdão…
É o rumo certo para que o nosso nome seja escrito nos Céus.

Hoje, trabalhar na messe do Dono da Casa é de fácil acesso…
Sê alegre, sê bom…
Abre-te, cada dia, à partilha e vai ao encontro de quem chora.
Sê uma Nova Criatura que vive incessantemente o seu Baptismo.
Traz sempre contigo o consolo da Cruz d’O Cristo.
E anuncia a Paz…
porque onde há Amor, nascem gestos!

Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Paróquia Nossa Senhora da Lapa
Liliana Dinis | Póvoa de Varzim| 13 Mai 2022
Crónica para o V Domingo de Páscoa - Ano C - 15 de Maio de 2022
Que o Senhor do Amor faça de mim e de ti a Sua mais bela morada!
PARTILHAR IMPRIMIR
 

 

 

V Domingo de Páscoa

Ano C

«Caridade…»

O Amor por si só basta.
Quando amas, o teu olhar fixa-se no teu amor e tudo o que o rodeia é fusco.
Não há amor sem dor… porque só te sentes pleno quando estás perto dele;
quando escutas as Suas palavras… quando tocas… quando sentes…

É árduo amar só por amar.
Esse é o jeito do Cristo: A caridade total… uma entrega infinita ao serviço da humanidade inteira.
O dar-se sem receber e ser feliz assim.
Edificar pontes de Paz para que todos se sintam irmãos.
Entrar em casas sem portas e abrir portas sem fechaduras…
Atravessar oceanos para que cada ser humano encontre o Amor, no Pedacinho dO Pão Eucarístico.
Levar as mãos cheias e voltar com elas vazias…
e o Mestre sabe que no nosso coração existe uma só meta: Onde há Amor, nascem Gestos!

Hoje, a liturgia do 5º Domingo da Páscoa, do Ano C, inunda-nos com o Amor de Deus.
Jesus sentado à mesa com os Seus Discípulos, com aqueles que mais amou e mais O amaram,
renova todas as coisas: «Como Eu vos amei, amai-vos também uns aos outros.»

É neste Amar sem medida que temos que amar o outro, seja o outro quem for!
O meu próximo é Filho de Deus… é meu irmão!
Então… o meu Amor deve ultrapassar barreiras mesquinhas como a cor da pele,
a língua com que se expressa, o país em que mora, a religião que pratica, as tradições que o fazem feliz, as tatuagens e os piercings que ostenta.

Não são as roupas que cobrem o corpo que me fazem amar alguém.
Será sempre o seu sorriso, o seu sobrolho, o brilho do seu olhar, as suas lágrimas, as suas palavras que me cobrem de alento, os seus silêncios que me inquietam…

O Amor é um tudo e um todo que não tem início nem fim.
Tem um nome: Deus! Tem um Rosto: Jesus! Tem uma forma: Espírito Santo! Tem um lugar: humanidade!

Que o Senhor do Amor faça de mim e de ti a Sua mais bela morada!

Senhor do Amor, vem habitar em nós com a Tua Caridade plena!

Para esta semana: Ama como Jesus ama!
Toma parte na caridade que brota do Senhor!

 

PARTILHAR IMPRIMIR
Documentos para Download
Paróquia de Nossa Senhora da Lapa
Casa Paroquial
Morada

Rua padre Manuel Marques Silva, s/n
4490-582 Póvoa de Varzim

TEL

252624200

FAX

252620975

Cartório Paroquial

Cartório Paroquial - Horários

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.

Confissões

Confissões

Visitas aos Doentes

Visitas aos Doentes 

 

Párocos