Língua gestual
Boletim dos Congregados
XVIII Domingo do Tempo Comum
Adoração ao Ss.mo Sacramento

De Segunda a Sábado
15h-17h

+ info

Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter de Basílica dos Congregados
Paulo Alexandre Terroso Silva | 31 Mar 2022
Congregados meditam "As Se7e Últimas Palavras de Cristo na Cruz"
Iniciativa acontece no Domingo de Ramos, tem entrada livre e conta com tradução em Língua Gestual Portuguesa.
PARTILHAR IMPRIMIR
 

No dia 10 de Abril, Domingo de Ramos, às 21h00, na Basílica dos Congregados, Suzana Mendes Gonçalves, Maria Helena Falé Campos e o Quarteto Verazin reúnem-se para ajudar a meditar "As Se7e Últimas Palavras de Cristo na Cruz".

A iniciativa tem entrada livre e conta com tradução em Língua Gestual Portuguesa. 

Suzana Mendes Gonçalves
Suzana Mendes Gonçalves nasceu em Braga, em 1974, e é nesta cidade, onde cresceu e estudou, que sempre viveu. É doutorada em Ciências, na área de Matemática, e professora auxiliar no Departamento de Matemática da Universidade do Minho.

Enquanto estudante, começou a frequentar o Centro Académico de Braga (CAB) e, através deste espaço, conheceu a espiritualidade inaciana, que lhe abriu portas a uma Igreja que se faz de palavras e obras.

No CAB, também conheceu o Constantino, com quem esteve casada 16 anos, mais toda a eternidade. É mãe do Lucas, da Matilde, da Leonor e do Vicente. É como mãe de família que deseja e procura ser uma leiga comprometida com a Igreja, com a ajuda de Deus e da Comunidade Inaciana de Braga.

Maria Helena Falé Campos
Nascida em Alenquer, em 1946, tem um mestrado em Jornalismo e Comunicação Oral.

Jornalista da RTP aposentada, viveu em Macau durante quatro anos (1983-1987) em comissão de serviço, como pivot de telejornal.

Actualmente é actriz na Companhia Maior, até hoje sediada no CCB e faz voluntariado na Biblioteca Nacional, na área de leitura especial para invisuais, e na Rádio Renascença, no projecto Passo-a-Rezar.

Participa ainda frequentemente em telenovelas e publicidade.

Quarteto Verazin
Agrupamento residente do Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim (FIMPV), o Quarteto Verazin (QV) foi criado pela Associação Pró-Música da Póvoa de Varzim em 2007.

Nesse mesmo ano, ocorreu a sua primeira apresentação pública, no âmbito da programação nuclear da 29ª edição do Festival. Integra-se regularmente na sua programação, desde então.

Dedica-se à divulgação do extenso repertório escrito para quarteto de cordas, tendo já interpretado em público obras de Barber, Beethoven, Borodin, Brahms, Chausson, Debussy, Dvorák, Golijov, Grieg, Joly Braga-Santos, Joseph Haydn, Mendelssohn, Pärt, Prokofiev, Ravel, Schubert, Shostakovich, Viana da Motta e Hugo Wolf.

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Basílica dos Congregados
Contactos
Morada

Avenida Central, 98
4710-229 Braga

TEL

253 262 482

Cartório Paroquial

Segunda a Sábado
9h30 — 12h30
15h15 — 17h30

Eucaristias

De Segunda a Sexta 
10h30 | 12h | 17h

Sábado
10h30 |12h | 17h | 22h

Domingo
9h | 10h30 | 12h

Confissões

Segunda a Sábado
9h30 — 10h25
11h — 11h45
15h15 — 16h
16h — 16h45

Visitas aos Doentes

Mediante solicitação, em horário a combinar com o reitor.

Quer dar uma ideia à Arquidiocese de Braga com o objectivo de melhorar a sua comunidade?

Clique Aqui

Quer dar uma sugestão, reportar um erro ou contribuir para a melhoria deste site?

Clique Aqui