Toma e Lê
X DOMINGO do TEMPO COMUM
Arquidiocese

Ano Pastoral 2021+2022

"Onde há amor, nascem gestos"

[+info]

Desejo subscrever a newsletter do Arciprestado de Guimarães e Vizela
Pe. Miguel Rodrigues | 26 Out 2022
“Um entrecruzar de anamnese e mistagogia”
Encontro do clero do arciprestado de Guimarães e Vizela
PARTILHAR IMPRIMIR
  © Equipa Comunicação

No dia 26 de outubro, o clero do arciprestado de Guimarães e Vizela realizou o seu primeiro encontro na antecâmara de um novo ano pastoral. Em preparação para tão significativa passagem, agora em consonância com o início do ano litúrgico, colocamos, sinodalmente, Cristo no centro da nossa história e planos pastorais paroquiais.

Agraciados com a presença do Sr. Arcebispo Primaz, D. José Cordeiro, revestiu-se este encontro por um entrecruzar de anamnese e mistagogia, como quem caminha em iniciação cristã.

Anamnese porque recordamos os colegas sacerdotes falecidos, agradecendo a Deus por tudo quanto somos herdeiros, e também dando graças por todos os que celebraram 50 e 60 anos de sacerdócio, não deixando de acolher aqueles que, recentemente, chegaram até nós através da Congregação do Verbo Divino.

Mistagogia porque, refletindo sobre a mais recente Carta Pastoral «Juntos, somos Igreja sinodal samaritana. Onde há amor, aí habita Deus», nos questionamos e partilhamos, junto do Sr. Arcebispo, anseios, dificuldades, sonhos, caminhos e interpelações para o futuro da nossa diocese e comunidades. Como fazer sinodalidade?  Como caminhar com os jovens rumo às JMJ? Como viver o ano litúrgico? Que lugar à escuta e formação?

Assim, com alegria, colocámo-nos apressadamente a caminho, sem demora, como Maria na visitação a todos os que clamam sem cessar. Sem soluções, mas com caminhos, na esperança de que Deus a todos nos iluminará e dará o Espírito Santo transformador.

 

PARTILHAR IMPRIMIR
Arciprestado de Guimarães e Vizela
Contactos