Boletim EFFATHÁ
Effathá#194
Arquidiocese

Horários

Catequese Digital

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Paróquia Vila Nova de Famalicão (Santo Adrião)
Francisco Miguel Fernandes Carreira | 23 Mai 2020
REABREM-SE AS IGREJAS, MAS...
Orientações para a reabertura da Igreja às celebrações comunitárias, a partir do dia 30 de maio
PARTILHAR IMPRIMIR
 

Depois do confinamento e do encerramento das igrejas, aproxima-se um novo tempo! Todavia, a pandemia não acabou. Todos os cuidados são necessários. Por isso, a reabertura das igrejas para as celebrações comunitárias, a partir do dia 30 de maio, requer da parte de todos nós, cristãos, solicitude, compreensão e cuidados redobrados. 

As Igrejas irão abrir, mas com grandes restrições!

 

1) ORIENTAÇÕES PARA REABRIR 

Os tempos de pandemia que vivemos são desafio e são de mudanças. A Igreja, imersa no mundo, aceita o desafio e participa na mudança. 

A Igreja, imersa no mundo, rosto do coração misericordioso de Deus, sente-se real e intimamente ligada ao género humano e à sua história e, portanto, as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos homens de hoje são a prioridade da Igreja. O anúncio de Cristo não pode, portanto, separar-se da promoção da dignidade de cada ser humano e do bem da comunidade.

 

O desafio que nos é colocado pede-nos audácia para o acolhermos e para o vivermos sem receio ou medo. A mudança não é estranha à vida do cristão. Estamos em permanente mudança, ou nas palavras do Evangelho, em permanente conversão. Assim, espera-se que o cristão, consciente da situação que vivemos, coopere e colabore com todos os processos necessários à reabertura das Igrejas: alteração de horários, diminuição de lugares e distanciamento sanitário dentro da Igreja.

Portanto, embora seja exigente esta experiência, não precisamos de nos lamentar nem apoucar por cumprirmos, o melhor que podemos, a nossa missão e por darmos ao país um grande testemunho de solidariedade e abnegação em favor de todos.  A defesa da vida em todas as fases e circunstâncias é, e continua a ser, para a Igreja, princípio fundamental.

 

Tudo o que fazemos é em nome da responsabilidade e do bem comum, assim como da solidariedade e da fraternidade, como bases da comunidade cristã.

Para o efeito, seguiremos as orientações da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), da Arquidiocese de Braga e da Direção Geral de Saúde (DGS).

 

A partir destas orientações, estamos a providenciar todos os procedimentos necessários para que a reabertura das nossas igrejas para oração individual ou celebração comunitária seja segura para todos.

 

Estamos certos de que todas estas mudanças, que foram bem ponderadas nos órgãos de decisão da paróquia, são necessárias e permitirão estarmos juntos sem descuidarmos da saúde de ninguém. Todas elas serão avaliadas consoante o decurso evolutivo da pandemia. 

 

2) QUE MUDANÇAS VÃO ACONTECER?

 

1. EUCARISTIA 

Todas as eucaristias, quer da semana quer dominicais, serão celebradas na Matriz Nova. Esta igreja é aquela que reúne mais condições para a Celebração da Eucaristia, por ser a mais ampla e arejada.

 

2. HORÁRIOS

Ao fim de semana mantêm-se os horários habituais: às 18h de sábado, Eucaristia vespertina. Às 8h30, às 10h30, às 12h15 e às 19h15 de Domingo, Eucaristia Dominical. Atenção para a alteração da missa das 12h que será às 12h15 para haver margem de tempo para arejar e higienizar. 

Durante a semana, haverá apenas eucaristia à terça-feira às 19h, à quarta-feira às 9h, à quinta-feira às 19h e à sexta-feira às 9h. 


3. REDUÇÃO DE LUGARES E SINALIZAÇÃO

 O número de participantes por Eucaristia será limitado a um terço da sua capacidade. Esta limitação passa por garantir o distanciamento físico de 2 metros entre as pessoas. Para que isso se possa cumprir de forma mais eficaz haverá sinais ou indicações que todos devemos prestar atenção, compreender e por em prática.

 

4. OBRIGATORIEDADE DE HIGIENIZAR MÃOS E USAR MÁSCARAS

As igrejas serão higienizadas com os produtos recomendados e sempre que forem usadas. Apesar disso, todos devem higienizar as suas mãos nos dispensadores de álcool gel colocados nas entradas das igrejas. Além disso, ninguém poderá entrar e permanecer na Igreja sem máscara. 

 

5. EQUIPA DE ACOLHIMENTO

Em cada Eucaristia haverá uma Equipa de Acolhimento para acolherá e dar todas as indicações necessárias para nossa segurança e segurança de todos. Procuremos saudar as pessoas que constituem a equipa e agradecer-lhes o serviço que prestam à comunidade.

 

6. SACRAMENTO DA RECONCILIAÇÃO

Será possível a sua celebração, mas com as devidas distâncias entre sacerdote e penitente, salvaguardado a integridade sigilosa da confissão. Usaremos a Capela da Reconciliação da Matriz Antiga para o efeito.

 

7. SACRAMENTO DO BAPTISMO E DO MATRIMÓNIO

A celebração destes sacramentos já será possível, mas com algumas restrições. Sublinha-se sobretudo que a família e convidados obedecerão à restrição de lugares e permanecerão nas marcas indicadas. 

 

8. ORAÇÃO INDIVIDUAL

A Matriz Antiga permanecerá sempre aberta, entre as 8h e as 18h para a oração pessoal.

 

9. FUNERAIS

A partir do dia 30 de maio, voltaremos a celebrar a Missa de Corpo presente, mas ainda na restrição de estarem presentes apenas os familiares do ente falecido. Os funerais continuarão a realizar-se na Matriz Antiga.

 

10. VELÓRIOS

À data ainda não são permitidos. Por isso, continua a vigorar o que estava dito antes: a urna ao chegar será depositada na igreja ou no cemitério um tempo antes e, à hora marcada, será celebrada a missa. Aguardemos novas informações de procedimentos.

 

3) QUE EUCARISTIAS TEREMOS?

Apesar da dificuldade de não podermos contar com a grande ajuda do Pe. Horácio Moreira, a quem muito estimamos e agradecemos, manteremos os horários do Domingo, sendo que a eucaristia das 12h que passa a ser às 12h15. Contudo, não haverá missa na Matriz Antiga. Todas as missas serão na Matriz Nova. Pelos motivos já apresentados, haverá apenas eucaristia à terça-feira às 19h, à quarta-feira às 9h, à quinta-feira às 19h e à sexta-feira às 9h.

 

4) E AS INTENÇÕES DE MISSA JÁ MARCADAS?

Todas as intenções de missa que estavam previstas para os dias em que não foi possível celebrar em comunidade, devem agora ser remarcadas. Pede-se que procurem novo boletim na sacristia ou no cartório paroquial. Atenção as novos horários. 

 

5) A VIDA COMUNIDADE – MISSÃO DA IGREJA

É compreensível que nos sintamos desanimados e até frustrados com os sacrifícios que nos são pedidos, tal como os discípulos se sentiram naqueles cinquenta dias até serem fortalecidos com o dom do Espírito, e ganharem forças para sair do Cenáculo e anunciar a todos os povos as maravilhas de Deus. 

 

Porém, a missão da Igreja de evangelizar, nunca parou nem poderá parar. Estamos mais limitados na forma, mas não estamos no conteúdo nem na vivência. Neste tempo de incerteza e dúvidas, a comunidade é chamada a despertar e a semear Esperança. 

 

Assim, somos comunidade autêntica, que semeia esperança quando compreende, colabora, estima e se prontifica para que nesta pandemia sejam a vida, as pessoas e a sua saúde a ganhar.

 

É possível que possam surgir dificuldades e problemas, por exemplo, não termos lugar na Eucaristia que costumámos participar, porque está esgotada a lotação possível. Porém, procuremos outro horário, ou então participemos à semana. 

 

Aos nossos irmãos mais idosos ou pessoas de risco, com problemas respiratórios ou outros, pedimos que participem – preferencialmente – na celebração da semana. 

 

A vida continua, mas não de qualquer maneira. Demos qualidade de vida uns aos outros, cuidando uns dos outros. 

Acreditamos que assim já está a acontecer.

 

Contamos com todos e com cada um e enviamos um abraço caloroso e muito amigo a cada um.

 

 

 

A Equipa Sacerdotal

 

 

PARTILHAR IMPRIMIR
Paróquia de Vila Nova de Famalicão (Santo Adrião)
Casa Paroquial
Morada

Rua Álvaro Castelões, 57
4760-117 Vila Nova de Famalicão

TEL

252314279

FAX

252314279

Cartório Paroquial

ATENDIMENTO DE SECRETARIA: de terça a sexta, das 10h às 12h e das 16h às 19h.? Em Agosto está encerrado para férias. Quem necessitar de documentos ou de algum assunto deve fazê-lo fora desse período.

 

ATENDIMENTO DO PÁROCO: terças, das 17h30 às 19h e sextas, das 10h30 às 12h30. 

Em Agosto, será por marcação. Nesta fase de pandemia, agendem sempre o atendimento. Outros horários podem ser combinados por mail. 

 

ACOMPANHAMENTO ESPIRITUAL: o pároco está disponível para fazer acompanhamento espiritual a quem o desejar. Para o efeito, devem agendar com ele.

Eucaristias

Em tempo de pandemia

 

Semana:

terça-feira, às 19h15; 

quarta-feira às 09h; 

quinta-feira às 19h15 

sexta-feira às 09h

 

Sábado – Eucaristia Vespertina

Matriz Nova - às 18h

 

Domingo – Eucaristia Dominical
?Matriz Nova - às 8h30, às 11h15 e às 21h 

Confissões

Matriz Antiga

Quarta-feira das 9h30 às 10h30

Sábado das 9h30 às 10h30

Visitas aos Doentes
Visitas aos Doentes