Horário do Cartório

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.
 

Boletim Paroquial
Boletim 369 - II Domingo da Quaresma - Ano A - 08-03-2020
XVII Domingo do Tempo Comum - Ano A - 26 de Julho de 2020

XVII Domingo do Tempo Comum

Ano A 


«O reino dos Céus é semelhante…»

Criamos novas ideologias, ídolos, modelos a seguir… e duvidamos de tudo o que já foi dito e feito!
Traçamos metas e afirmamos com toda a convicção: “Quero ser assim! Por isso, farei de outra forma!”
Abandonamos sonhos e esquecemos o que aprendemos na infância, porque quem nos ensinou, já não é desta era…
Contornamos a Fé, quando se transforma num obstáculo…
Somos de desorientação rápida e, se nos apresentam um percurso mais curto, aderimos a ele.
Afogamos a sabedoria daqueles que vivem há mais tempo e perdemos a vida nos projetos rápidos.
Mas, persistimos na busca incessante de um grande tesouro!

Somos predestinados pelo Criador, que nos chama, nos justifica e nos glorifica,
a refletirmos a imagem do Seu Filho muito amado!
Porque será que não nos basta a Vida de Jesus como ideologia?
O Rei Salomão é um poço sem fundo de sabedoria e de obediência a Deus.
Na sua humildade, pediu ao Senhor o Dom de distinguir o Bem do Mal. Eis um tesouro magnífico!
E nós? O que pedimos ao Criador da Vida?
Seu pai, o Rei David, deixa-nos o maravilhoso Salmo 118, como oração de Ação de Graças a Deus, por todas as ordens que nos dá, e que a nossa Alma é capaz de concretizar.
A inteligência humana fecha os seus ouvidos à sabedoria que vem da Palavra de Deus e já não canta alegremente:
«Quanto amo, Senhor, a vossa lei!»

Hoje, celebramos o dia de Santa Ana e S. Joaquim e o 17º domingo do Tempo Comum, do Ano A.
Somos envolvidos por imagens que nos contam histórias de gente como nós.
O Messias, O Netinho muito amado,
conquista-nos com estas comparações e quer que os nossos passos se acertem aos Dele,
na construção do Reino dos Céus! E… é O Cristo que HOJE te responde:
Queres «…um tesouro escondido…»? Encontra-o!
Precisas de «…pérolas preciosas…»? Adquire-as!
Para que serve «…uma rede…»? Para dar sentido à vida!
Jesus quer que cada um de nós seja:
«O escriba instruído sobre o reino dos Céus
que é semelhante a um pai de família
que tira do seu tesouro coisas novas e coisas velhas».

Irmão… que acreditas ou não em Deus que te deu a vida,
adota a Igreja de Cristo como família!
Faz do teu Baptismo um Tesouro;
da Eucaristia uma Pérola preciosa;
da Tua Vocação uma rede…
Que a velha máxima: “Constrói o teu futuro, hoje, com os alicerces do passado!” te guie, sempre!
Serás o avô, a avó, que todos querem escutar para aprender o quanto a vida é bela…

Aos olhos de Deus, Tu és um tesouro grandioso, repleto de pérolas que te adornam!
Deus quer-Te! És um peixinho bom!

Agora vai!
Que a tua vida seja um espelho que ostenta o Reino dos Céus…

Arquidiocese

Horários

Catequese Digital

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Paróquia Nossa Senhora da Lapa
Arquidiocese de Braga | 7 Fev 2018
"Tens sapatos? Lembra-te daqueles que não têm pés"
Mensagem para a Quaresma do Arcebispo Primaz, D. Jorge Ortiga.
PARTILHAR IMPRIMIR
  © Arquidiocese de Braga

Mensagem integral aqui

Temos vindo a percorrer, desde há vários anos, um caminho de aprofundamento da nossa identidade cristã. Esse percurso fez-nos crescer na relação com Cristo e transformou a nossa Arquidiocese num espaço de esperança cristã. Esta esperança pode ser entendida como dom que acolhemos, mas também como semente lançada nos terrenos onde é mais necessária. Caminhamos ao encontro de Cristo, que nos dará “os sapatos” adequados ao percurso para que possamos reconhecer aos poucos o Seu amor e as necessidades do mundo. Podemos afirmar que existem muitas pessoas estagnadas e sem “pés” para avançar. Alguns circuitos da vida são infelizmente dolorosos e carregados de escolhos que impedem um caminhar sereno.

A Quaresma é um momento especial que convida o cristão a “abrir os olhos”, a ver a sociedade e a incomodar-se com a realidade humana. Peço, por isso, que sejamos capazes de olhar, de modo particular, para o mundo da dor e do sofrimento. Quem se encontra numa situação de fragilidade necessita de uma presença amiga e afectiva. O mesmo acontece com quem atravessa um período de luto ou perdeu a alegria de viver. Os idosos experimentam longos períodos de solidão e necessitam de companhia. Os jovens sentem dificuldade em encontrar figuras de referência e um sentido para a vida. As famílias, que pedem para ser ajudadas em vez de julgadas, deparam-se com dramas e incertezas. Enquanto nós estamos confortáveis com os nossos sapatos, existe uma multidão cujos pés estão impedidos de caminhar no mundo com alegria.

PARTILHAR IMPRIMIR
Documentos para Download
Palavras-Chave:
Paróquia de Nossa Senhora da Lapa
Casa Paroquial
Morada

Rua padre Manuel Marques Silva, s/n
4490-582 Póvoa de Varzim

TEL

252624200

FAX

252620975

Cartório Paroquial

Cartório Paroquial - Horários

Segunda das 10h às 12h;

Sexta das 16h às 17.45h.

Confissões

Confissões

Visitas aos Doentes

Visitas aos Doentes 

 

Párocos