Arquidiocese

Santuário do Bom Jesus já é PATRIMÓNIO MUNDIAL!
[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
DACS | 6 Jun 2019
Oikos leva assistência alimentar a 3 mil pessoas em Moçambique
A iniciativa deverá beneficiar a aldeia isolada de Namau, e envolve uma "grande operação logística" que contempla a deslocação de equipas de acção humanitária por helicóptero e barco.
PARTILHAR IMPRIMIR
 

Com o trabalho de emergência ainda a decorrer no terreno para apoiar as vítimas furacão Kenneth e do ciclone Idai, em Moçambique, as equipas da organização Oikos iniciaram esta Quarta, 5 de Junho, Dia Mundial do Ambiente, uma nova fase do seu auxílio. A campanha de assistência alimentar que deverá beneficiará três mil pessoas e contará com a "estreita coordenação" do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas (PAM).

A iniciativa deverá beneficiar a aldeia isolada de Namau, e envolve uma "grande operação logística" que contempla a deslocação de equipas de acção humanitária por helicóptero e barco.

Segundo os responsáveis pela organização não-governamental (ONG), a aldeia de Namau foi uma das povoações mais atingidas pelo furacão Kenneth, e encontra-se localizada numa região actualmente "impossível" de aceder de forma terrestre.

A distribuição será por isso concretizada através de um helicóptero, enquanto toda a equipa de suporte vai fazer a travessia por barco até chegar às comunidades.

A iniciativa deverá também beneficiar aqueles que vivem nas aldeias de Soco e Nitu. De acordo com os membros da Oikos, além das complicações de acesso, os trabalhadores humanitários deparam-se com o "problema acrescido" dos grupos armados que têm lançado ataques um pouco por todo o território.

"Grande parte da região está em alerta vermelho com grandes restrições de segurança impostas pelo governo e Nações Unidas, devido à violência e ataques por grupos organizados. Estas áreas tornam o acesso e o apoio humanitário ainda mais difícil", lamenta a organização. Além do auxílio às vítimas do furacão Kenneth, os elementos da ONG prestam também ajuda alimentar e de emergência às vítimas do ciclone Idai, tendo já garantido nestes últimos meses assistência alimentar a cerca de 65 mil pessoas.

Além da distribuição de alimentos, a Oikos está a preparar ajuda humanitária que inclui a "distribuição de bens de primeira necessidade não-alimentares, acesso a água potável e abrigo nas áreas afectadas por ambos os ciclones".

PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Oikos  •  Kenneth  •  Moçambique
Departamento para a Comunicação Social
Contactos
Director

P. Paulo Alexandre Terroso Silva

Morada

Rua de S. Domingos, 94 B
4710-435 Braga

TEL

253203180

FAX

253203190