Arquidiocese

XXIX Jornadas Teológicas
(+info)

Desejo subscrever a newsletter da Arquidiocese de Braga
Lema Episcopal: "Ut unum sint"
D. Jorge Ferreira da Costa Ortiga, Arcebispo Primaz
"Que eu seja digno da herança que recebo das figuras gloriosas que presidiram a esta nobre Arquidiocese de Braga".
 

D. Jorge Ortiga nasceu a 5 de Março de 1944, na freguesia de Brufe, concelho de Vila Nova de Famalicão, filho de José Joaquim da Costa Ortiga e de Lucinda da Costa Ferreira. Com 11 anos, em Outubro de 1955, entrou no Seminário de Nossa Senhora da Conceição. Cinco anos depois, transitou para o Seminário de S. Tiago. Em 1963 ingressou no Seminário Conciliar, em Braga, onde veio a concluir o curso Teológico-Filosófico (1967).

Foi ordenado presbítero no dia 9 de Julho de 1967, na igreja de Lousado (V. N. de Famalicão). No dia 16 celebrou Missa-Nova em Brufe, tendo sido esta a primeira eucaristia concelebrada na Arquidiocese de Braga, após a renovação litúrgica do Concílio Vaticano II.

Em 1967 foi nomeado coadjutor da paróquia de S. Victor, Braga, por D. Francisco Maria da Silva. Um ano depois, em Setembro, começou a frequentar o Curso de História Eclesiástica na Faculdade de História da Universidade Gregoriana, em Roma, concluindo a licenciatura a 10 de Outubro de 1970.

Frequentou, entre Outubro de 1970 e Maio de 1971, um curso de espiritualidade sacerdotal, em Grottaferrata, Roma, orientado pelo Instituto Mystici Corporis.

A 3 de Janeiro de 1988, foi ordenado bispo pelo Arcebispo Primaz de Braga, D. Eurico Dias Nogueira, na Cripta do Sameiro, escolhendo como lema episcopal a passagem do cap. 17 do Evangelho de S. João: “Ut unum sint” (Que todos sejam um).

A 5 de Junho de 1999, com 55 anos, foi tornada pública a sua nomeação para Arcebispo de Braga. Poucos dias depois, recebe o "Palium" de Metropolita das mãos do Papa João Paulo II, a 29 de Junho no Vaticano, tomando posse como Arcebispo a 18 de Julho na Sé Catedral de Braga.

Percurso antes do Episcopado

Entre Junho de 1971 e Setembro de 1973, trabalhou na Secretaria Arquiepiscopal. Colaborou ainda na Igreja dos Terceiros e foi professor de Introdução aos Estudos Históricos, História das Religiões e História da Igreja no Seminário Conciliar de Braga.

Foi nomeado Reitor da Igreja dos Congregados e Capelão da Irmandade de Nossa Senhora das Dores e Santa Ana, por D. Francisco Maria da Silva, em Outubro de 1973. Foi responsável pelo Secretariado Arquidiocesano das Vocações e fez parte do Conselho Presbiteral, inicialmente como representante dos sacerdotes novos e, mais tarde, como Vigário Episcopal, participando do Conselho Permanente. Orientou, também, diversos retiros destinados a sacerdotes.

A 24 de Novembro de 1981 foi nomeado Vigário Episcopal para o Clero, cargo para o qual foi reconfirmado a 1 de Outubro de 1985. Posteriormente, a 6 de Março de 1985, foi nomeado para integrar o Cabido Metropolitano e Primacial de Braga.

Actividades como Arcebispo e Bispo Auxiliar

  • Bispo titular de Nova Bárbara e auxiliar de Braga (1987-1999);
  • Presidente do Secretariado Geral do 40º Sínodo Diocesano Bracarense;
  • Coordenador do Secretariado Diocesano de Pastoral;
  • Presidente do Instituto de História e Arte Cristã (IHAC);
  • Presidente do Conselho de Administração do Instituto Diocesano de Apoio ao Clero (IDAC);
  • Arcebispo de Braga (desde 18 de Julho de 1999);
  • Membro do Senado Académico da Universidade do Minho;
  • Membro do Conselho Superior da Universidade Católica;
  • Presidente da Assembleia Geral da Associação “Dar as Mãos”;
  • A 21 de Maio de 2009, foi eleito Doutor “Honoris Causa” em Ciências Sociais pela Universidade Lusíada de Famalicão/Fundação Minerva;
  • Na Conferência Episcopal Portuguesa, presidiu à Comissão Episcopal da Doutrina da Fé e à Comissão Episcopal da Educação Cristã;
  • Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, a 4 de Abril de 2005, sucedendo a D. José Policarpo, Cardeal Patriarca de Lisboa, tendo sido novamente eleito para um segundo mandato que compreendia o triénio 2008-2011;
  • A 18 de Fevereiro de 2011, recebeu, das mãos do Presidente da República, Prof. Aníbal Cavaco Silva, a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo;
  • Vogal da Comissão Permanente da Conferência Episcopal;
  • Presidente da Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana.

Enquanto Arcebispo teve como Bispos Auxiliares

  • D. Jacinto Botelho (Bispo Emérito de Lamego);
  • D. Antonino Dias (Bispo de Portalegre-Castelo Branco);
  • D. António Marto (Bispo de Leiria-Fátima);
  • D. António Santos (Bispo de Aveiro);
  • D. António Couto (Bispo de Lamego);
  • D. Manuel Linda (Bispo das Forças Armadas e de Segurança);
  • D. António Moiteiro (Bispo de Aveiro);
  • Actualmente, D. Francisco Senra Coelho e D. Nuno Almeida.
PARTILHAR IMPRIMIR
Palavras-Chave:
Arcebispo Primaz
Síntese
Nascimento

5 de Março de 1944,
Brufe - Vila Nova de Famalicão

Ordenação Presbiteral

9 de Julho de 1967

Ordenação Episcopal

3 de Janeiro de 1988

Nomeações

Arcebispo de Braga e Primaz das Espanha

Vogal do Conselho Permanente da CEP

Presidente da Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana

Bispos Auxiliares
Contactos
Morada

Rua S. Domingos, 94 B
4710-435 BRAGA

TEL

253 203 180

FAX

253 203 190

Twitter

Jesus não entregou aos discípulos um manual de instruções, mas o Espírito da Verdade.

Mai 24