Atendimento Paroquial

4ª feira: 10h30-12h00 / 17h00-18h30

Sábado: 10h00-12h00

Boletim
Jornal Interparoquial - Outubro 2019
Reunião de noivos

Reunião e Noivos

26 de Outubro de 2019, 20h30

No Salão Paroquial

Arquidiocese

Caminhada Litúrgica
Advento e Natal

[+info]

Desejo subscrever a newsletter da Paróquia Cerzedelo (Santa Cristina)
8 Jan 2016
História da Paróquia de Santa Cristina de Cerzedelo
PARTILHAR IMPRIMIR

 

Explicação do brasão

Os 4 castelos a encimar o brasão significam a categoria de vila.

As 16 cruzes, aludem à fets amais singificativa da vila: a Festa das Cruzes, realizada no 1º fim de semana a seguir ao dia 3 de Maio.

A mó de moinho, símbolo da existência de moinhos, evidência do passado agrícola.

Os riso Selho e Ave, são os dois rios que passam nesta vila.

 

A freguesia de Santa Cristina de Cerzedelo é limitada a Norte pela de S. Cristóvão de Selho e Gondar, sendo a extrema o rio Selho; de Sul, pelas de Gandarela e Guardizela; de Nascente, pelas de Nespereira, S. Cristóvão de Selho e Guardizela e de Poente, pela de Riba de Ave.

A 8 km de Guimarães, a 4 de Pevidém e com fronteiras que mal se distinguem, (pela proximidade) com Riba d’Ave, está englobada num pólo industrial de grandes dimensões. Por isso se tornou uma realidade marcante no tecido económico da cidade de Guimarães. Apesar de tudo, o desemprego existente afecta muitos jovens em busca do primeiro emprego.

Segundo dados do Censos de 2001, é a 12ª freguesia com mais população residente, 4036 habitantes. Apesar disso, não se compreende que, a par com muitas outras, (cerca de 15) temja perdido população. A sua taxa de actividade é de cerca de 55%, já que os habitantes em idade activa rondam os 2000. Está inserida na 3ª zona mais populosa (19.400 habitantes) do Concelho de Guimarães, a Zona Sul, juntamente com Moreira de Cónegos e Lordelo, que apesar de ter decrescido ainda representa 12% da população do Concelho.

As altitudes mínima e máxima vão, respectivamente, dos 97 metros (Várzea) aos 470 (Senhoras dos Monte), passando pela maior frequência dos 150 aos 200 e 234, até atingir os 321 (S. Pedro), e 326 (Paços de Cima) e 410 metros, no referido cume das Senhoras do Monte.

Em 1758, a freguesia de Cerzedelo estava englobada no termo do concelho de Barcelos; em 1840, pertenceu ao de Vila Nova de Famalicão. Só em 1853, por Decreto de 30 de Dezembro, foi definitivamente incorporada ao concelho de Guimarães. 

 

Cerzedelo ou Serzedelo?

O étimo Cerzedelo que deve ser escrito assim, isto é, com um "C" inicial, dado que toda a sua etimologia não autoriza (segundo várias opiniões de quem não temos porque duvidar) a escrita de outra forma. Serzdedelo, assi se verifica em todoo campo de utilização civil, seria um erro, pois vai frontalmente contra todos os odocumentos medievais.

O étimo Cerzedelo deriva do substantivo latino Quercus, (o carvalho), que por sua vez se abunda numa grande mata, se chama Quercetum (Caravalhal), ou então numa matinha, onde toma o nome Quercetellum (Carvalhedo), de onde Cerzedelo.

Defendemos esta argumentação, já há muito ensinada por ilustres filólogos e onomatologistas, como Vicenzo Cocco, na revista Biblos em 1948, J. L. Vasconcelos, na revista Lusitana, I volume e o Cónego Arlindo Ribeiro da Cunha, na revista Ação Católica, pág. 164, (1948), onde cita o estudo "O carvalho na toponímia portuguesa".

Um outro subsídio sobre este assunto, está no estudo que o Padre Armando Luís de Freitas efetuou aquando da inauguração e dedicação solene da Nova Igreja Paroquial, em 22 de Dezembro de 1991. De igual modo pode consultar-se a obra de Margarida Ribeiro, Cerzedelo e a sua Festa da Cruzes. Elementos para o seu estudo, Lisboa 1972.

 

Vida Social

A agricultura, em Cerzedelo, ocupa hoje pouca gente,e a que se pratica, serve basicamente para autoconsumo.

Os têxteis são fundamentais para a sobrevivência e economia de Cerzedelo e, apesar de não seem devidamente acompanhadsis por outros setores económicos, desempenham o seu papel de form apositiva. o Setor terciário, emprega uma minoria.

A nível do ensino, e acompanhamento das camadas jovens em fase de estudos, estamos bem servidos. Temos Creche e Jardim de Infância (Casa do Povo), ensino primário e prolongamento, garantido pelo serviço público de ensino, na Escola da Eirinha. Acresce que, nos arredores, o que não faltam são estabeleciemntos de ensino, público e privado, ou smei privado.

O apoio à 3ª idade garante-o, pelas valências de Apoio Domiicliário e Centro de Dia, o Centro Social Paroqialde Santa Cristina de Cerzedelo, tmbém ele rodeado de outros em, praticamente, todas as freguesias vizinhas.

A par destes organismos, outros grupos e associações dinamizam, culturalmente, pela música, e pelo desporto, a Paróquia e a freguesia: Grupo Folclórico da Casa do Povo de Serzedelo, Grupo Desportiivo de Serzedelo, CEAJ (Centro de Entretenimento e Apoio à Juventude). Apesar da oferta educativa/cultural de proximidade, acontece, ainda com muita facilidade, trocarem-se os estudos pelo trabalho.

No caso dos cuidados médicos básico, funciona aqui uma Unidade de Saúde Familiar (em etrreno que a paróquia deu, convém que se registe!), um laboratório de análises clínicas e consultório particular, uma farmácia, e uma clínica com várias especialidades. Uma boa oferta que supre as necessidades, tanto mais que, em transporte público, Guimarães fica-nos a escassos minutos.

O Abasteciemntode água e saneamento está praticamente em toda a freguesia.

Em termos de acessibilidades, além da EN 310, da Via Intermunicipal que no une a Vizela-Joane-Famalicão, em poucos minutos, temos a saída da autoestrada que fica em terrenos da freguesia de Cerzedelo. Coloca-nos a 30 minutos do Porto, 15 de Braga.... Neste aspeto, Cerzedelo fica perto de tudo e de todos.

SEJA BEM VINDO!

PARTILHAR IMPRIMIR
Paróquia de Cerzedelo (Santa Cristina)
Casa Paroquial
Morada

Largo do Mosteiro, 9
4765-497 Cerzedelo Gmr

TEL

253532455

FAX

253532455

Cartório Paroquial Cartrio Paroquial
Eucaristias
Eucaristias
Confissões
Confisses
Visitas aos Doentes
Visitas aos Doentes
Párocos